quinta-feira, 29 de setembro de 2016

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Novo ministro de Educação.

Ao se apresentar aos servidores do MEC, ao lado da nova secretária-executiva, Maria Helena Guimarães, Mendonça Filho reiterou o compromisso com as ações da área da educação: “Teremos a responsabilidade de fazer com que todos os grandes e importantes projetos sejam preservados, mantidos e aprimorados” (foto: Mariana Leal/MEC)Mendonça Filho assume com a promessa de manter políticas que tenham impacto direto na população.

“Nenhum dos importantes projetos, das importantes missões, nenhum deles será descontinuado”, afirmou nesta sexta-feira, 13, o novo ministro da Educação e Cultura, Mendonça Filho, ao se apresentar aos servidores e colaboradores. Ele citou, nominalmente, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) como políticas que têm impacto direto na população e devem ser mantidos.
“Nós teremos a responsabilidade de fazer com que todos os grandes e importantes projetos do Ministério da Educação sejam preservados, mantidos e aprimorados”, disse o ministro, que confirmou o nome da professora paulista Maria Helena Guimarães como secretária-executiva.
Mendonça Filho também falou dos desafios apresentados pelo Plano Nacional de Educação (PNE), pela Base Nacional Comum Curricular (BNC) e da educação básica. “O PNE deve ser sempre o objetivo central do ministério, como grande condutor da política educacional brasileira. A discussão ampla, aberta e democrática da Base Nacional Comum Curricular é algo fundamental para que possamos integrar o Brasil do ponto de vista educacional: o ensino básico como grande prioridade.”
Para o ministro, assumir o ministério é uma missão institucional em um momento sensível da política brasileira. “Sem preconceitos, com absoluta responsabilidade, eu assumo o Ministério da Educação conclamando a todos para que possamos ter um clima de harmonia, de respeito mútuo, de respeito às divergências e de construção de uma boa equipe técnica”, disse.

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Inscrições ao ENEM 2016.


Começaram nesta segunda-feira,09/05 e vai até dia 20/05/2016, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar esta página no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e informar seus dados. Eles devem ter em mãos seus números de identidade e de CPF.
No ato de inscrição, os candidatos deverão fornecer um endereço de e-mail e um número de celular, além de informar o município onde desejam fazer sua prova e a língua estrangeira da avaliação de Linguagens (as opções são inglês e espanhol). Os menores de idade que ainda não têm os documentos exigidos devem providenciá-los.
As provas deste ano serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro. Os portões dos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h. O exame terá início às 13h.
No primeiro dia, os candidatos terão quatro horas e 30 minutos para responder 90 questões de múltipla escolha de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. No domingo, serão cinco horas e 30 minutos para 90 enunciados de Linguagens e Matemática, além da redação.
A taxa de inscrição aumentou R$ 5 e este ano vai custar R$ 68, podendo ser paga em qualquer agência de banco, casa lotérica ou agência do Correios. O pagamento deve ser feito após o ato da inscrição.
Os estudantes da rede pública que estão concluindo o ensino médio em 2016 estão isentos de pagar a taxa, assim como todos os candidatos de baixa renda. Estes porém, terão que declarar carência. No entanto, as pessoas que tiveram isenção para se inscrever no exame de 2015 e faltaram a prova sem justificar sua ausência perderam o direito a nova isenção.

Quem precisar de atendimento especializado deve informar no ato da inscrição que recurso deseja para fazer a prova. Pessoas com problemas de visão ou qualquer outra deficiência física ou intelectual têm direito a pedir auxílio, assim como gestantes, lactantes, idosos, estudantes hospitalizados e sabatistas. De 1 a 8 de junho, essa pessoa deve enviar documentação que comprova sua condição.

Travestis e transexuais, mais uma vez, podem escolher usar o seu nome social. Basta informar essa vontade durante a inscrição. Esses candidatos terão o direito de ser ser tratados pelo nome social durante a aplicação do exame.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Universidade do Professor oferecerá 105 mil vagas para que docentes completem formação.

Veja o calendário abaixo:

Calendário  

Acesse a Plataforma Freire

segunda-feira, 14 de março de 2016

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Desafio Espirito Rio 2016






Fotografe a emoção do esporte e entre para a história dos Jogos

Já imaginou uma foto sua decorando os quartos da Vila dos Atletas? Se você tem até 18 anos, é aluno do Ensino Fundamental ou Médio e curte fotografia, participe do desafio!

Fotografe o sentimento que o esporte desperta em você: superação, união, inspiração, otimismo, celebração e muito mais. O artista plástico Vik Muniz vai escolher as 12 melhores imagens que irão inspirar mais de 15 mil atletas Olímpicos e Paralímpicos. Os vencedores também ganham um kit com brindes Rio 2016.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Iniciativa Educadores do Brasil



A TV Escola em dezembro nos convida para conhecer experiências bem sucedidas de escolas públicas de todo o país! E vai ser ao vivo!
Vamos ver!



quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Gabaritos do Enem 2015

Os gabaritos das provas objetivas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 já estão disponíveis on-line para os participantes das provas aplicadas no sábado, 24, e no domingo, 25. A divulgação dos resultados individuais está prevista para janeiro do próximo ano.
Acessem: http://enem.inep.gov.br/

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Internet de qualidade nas escolas...


Faça seu pedido diretamente à presidente Dilma Roussef...


segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Semana de Ciência e Tecnologia.

 



Com o tema Luz, Ciência e Vida, terá início nesta segunda-feira, 19, a 12ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), evento organizado em parceria pelos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e realizado simultaneamente em todo o território nacional. Em Brasília, a SNCT ocorrerá no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. A abertura oficial ocorrerá na terça-feira, 20, às 15h. O evento, gratuito e aberto à visitação pública, tem como foco promover a aproximação da ciência e da tecnologia com a população. A programação seguirá até o domingo, 26. 
O MEC estará presente ao evento com um estande de mais de 700m². No espaço estarão expostos projetos de pesquisa aplicada financiados com recursos públicos e que são desenvolvidos por pesquisadores e bolsistas dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia.
Inovação – O estande também abrigará uma competição de robótica e duas oficinas de inovação – MedHacker e Colmeia. De forma geral, as oficinas contarão com a participação de estudantes dos institutos federais das áreas de informática, engenharias, construção civil e gestão pública. Divididos em equipes, eles terão a tarefa de desenvolver soluções práticas para demandas da sociedade, por meio do trabalho colaborativo.
Em parceria com o Instituto Federal de Brasília (IFB), o estande do MEC vai oferecer aos visitantes a participação em oficinas gastronômicas e de processamento de alimentos. Durante toda a semana, 17 oficinas serão realizadas, oportunidade para acompanhar as dicas de professores sobre o processo de preparo de alimentos e bebidas.
Dentre as oficinas abertas ao público estão: produção de cerveja com ingredientes do cerrado; cozinha internacional; confeitaria – bombons e trabalhos com chocolate; cozinha internacional do sudeste asiático – thai curry de frango com arroz jasmim; alimentação funcional sem glúten; gastronomia do cerrado; vinho artesanal; oficina de linguiça artesanal; oficina de minimamente processados; oficina de verrine; oficina de fabricação de paletas funcionais.
Números da SNCT – Já foram cadastrados no site da SNCT mais de 1.770 instituições de ensino e pesquisa, estados, municípios, escolas e empresas. No ano passado, 923 instituições participaram do evento. Para este ano está previsto a realização de mais de 18 mil atividades, em quase 500 municípios brasileiros.
Fonte: mec.gov.br
Conscientizar é ensinar!!!
Eu apoio esta campanha, e você?


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Jovem paraense mostra invenção em cadeia nacional.

Conquista
O jovem paraense Edivan Alves, natural de Moju, viajou nesta quarta-feira, 23, às 9h, do Aeroporto Internacional de Belém rumo ao Rio de Janeiro, para participar da gravação da 4ª edição do quadro “Jovens Inventores” do programa Caldeirão do Hulk, da Rede Globo. O estudante apresentará em rede nacional o filtro de água desenvolvido a partir do carvão ativado obtido na queima do caroço de açaí. A invenção foi desenvolvida em 2013, no Clube de Ciências da Escola Estadual Ernestina Pereira Maia, em Moju, e rendeu ao estudante o primeiro lugar da 17ª edição do Prêmio Jovem Cientista na modalidade Ensino Médio, prêmio que foi entregue pela presidente Dilma Roussef no mesmo ano.
Atualmente, com 21 anos, Edivan é aluno do curso de Engenharia Química da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Uniffesp), estuda no campus de Marabá e integra o programa de Iniciação Científica da Universidade, onde pretende aprimorar sua pesquisa e contribuir ainda mais para o desenvolvimento científico da região norte e do Brasil.
Em 2013, quando ganhou o prêmio, Edvan Alves era aluno do 2º ano do Ensino Médio da Escola Ernestina Pereira Maia, onde começou a realizar a pesquisa e desenvolver a parte teórica do projeto. Na época, ele foi convidado pelo seu professor orientador Valdemar Carneiro para desenvolver a parte prática do projeto no Clube de Ciências do município de Abaetetuba, a 25 Km de Moju, que funciona em regime de convênio com a Secretaria de Educação do Pará (Seduc) e onde são desenvolvidos inúmeros projetos científicos de alunos de escolas públicas da região. 
O jovem inventor fala da importância de sua participação em um programa nacional. “É uma honra apresentar o meu trabalho e poder representar o meu estado, o meu município, Mojú, e a Região do Baixo Tocantins que sempre nos impressiona com a quantidade de projetos e pesquisas científicas desenvolvidos. Eu quero que essa participação em programa de visibilidade nacional sirva de incentivo a outros estudantes do estado”, destacou Edivan Alves.

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Atenção aos horários e datas do Enem/2015.

Exame Nacional do Ensino Médio é um mecanismo de democratização do acesso às políticas públicas de educação. Com a nota obtida no Enem, o estudante pode tentar vaga na educação superior por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni), que permite a estudantes brasileiros de baixa renda obter bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior. O resultado também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem também obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.
O exame deste ano tem 7.746.057 inscritos. Diferente das edições anteriores, os candidatos isentos da taxa de inscrição que não comparecerem nos dois dias de provas perderão o direito à isenção no exame de 2016. O objetivo da mudança no critério é diminuir o índice de abstenções e evitar desperdício de recursos públicos.



terça-feira, 15 de setembro de 2015

A tecnologia é usada para facilitar o conhecimento.

É fundamental capacitar professores e fornecer tecnologia adequada e suficiente às escolas para incentivar o desenvolvimento de atividades que mostrem aos alunos o potencial criativo e transformador das ferramentas tecnológicas. Esse ponto de vista é defendido pelo professor Francisco Estêvão de Mesquita Lima, coordenador do laboratório educacional de informática da Escola de Ensino Fundamental e Médio Patronato Sagrada Família, em Fortaleza, Ceará.
Responsável pela coordenação do processo de formação dos educadores no uso das tecnologias, Estêvão trabalha com professores de todas as disciplinas e acompanha ativamente o planejamento de área e os planos individuais. “Nesses momentos, são discutidos os conteúdos a serem trabalhados e os objetivos a serem alcançados”, diz. “Há proposição de metodologias, atividades, análise de propostas e formas de implementá-las”.
 Segundo o professor, poucos estudantes sabem usar as tecnologias de forma a potencializar o conhecimento, competências e habilidades necessárias ao desenvolvimento integral. “A preparação adequada de professores para incorporar as tecnologias ao processo pedagógico tem mostrado ser capaz de intervir positivamente nesse desenvolvimento”, avalia.
Os estudantes recebem atendimento individualizado no laboratório de informática no período oposto ao das aulas regulares. “Isso possibilita um contato maior do aluno com as ferramentas tecnológicas desenvolvidas no laboratório para a realização das atividades curriculares”, salienta Estêvão.
Também no contraturno são realizadas pesquisas, atividades extraclasse e produção de material para apresentações de trabalhos em sala de aula, além de projetos, como a Mostra de Arte e Ciências. “Nessas ocasiões, presto suporte tanto pedagógico, visto que a maior parte dessas atividades é planejada comigo, quanto técnico, no que diz respeito à utilização dos recursos tecnológicos”, esclarece.
Estêvão observa que os alunos apreciam atividades que envolvam os recursos do laboratório de informática — computadores, tablets, microfones ou outros. As que mais os atraem são aquelas ligadas às redes sociais ou de criação de podcasts (áudio ou vídeo), que tornam os trabalhos conhecidos por outras pessoas.
Pesquisa — De acordo com o professor, um tipo de atividade que desperta interesse é a aula invertida (flipclass). Nela, os estudantes têm acesso a uma webquest (metodologia de pesquisa orientada para o uso da internet na educação, na qual os recursos para a pesquisa provêm da própria internet), com orientações, materiais de estudo e atividades de pré-avaliação. O acesso pode ser feito de casa ou no laboratório.
“Em sala de aula, o professor utiliza recursos como slides e lousa digital para fomentar uma discussão sobre o tema”, diz Estêvão. “Os professores gostam da metodologia, por permitir que os conteúdos sejam ministrados de maneira dinâmica e com envolvimento maior dos alunos, visto que eles são levados a estudar o assunto da aula previamente.”
Batalha — Jogo de desenvolvimento matemático, a batalha naval é outra das atividades desenvolvidas no laboratório de informática. Composto por dez níveis de dificuldade em cada conteúdo, ajuda a recuperar aspectos de matemática básica dos alunos. Pode ter participações individuais ou em grupo, com o apoio dos tablets educacionais ou da lousa digital.
O jogo permite aos professores acompanhar cada aluno de perto. “Se o aluno não consegue avançar em um nível, o professor analisa a situação e o orienta no ponto específico de sua necessidade para avançar”, esclarece o professor. Há sete anos no magistério, sempre na área da informática, Estêvão é graduado em administração de empresas e faz pós-graduação em informática e comunicação na educação.
Importância — A professora Silvana Rocha de Moura, diretora da instituição de ensino, considera de fundamental importância o estímulo à cultura digital na escola. “É preciso perceber a informática como ferramenta de apoio e fortalecimento do processo ensino-aprendizagem”, destaca. “É possível verificar um maior envolvimento e interesse do estudante, que vê nas mídias uma possibilidade de crescimento e preparação para o mundo do trabalho.”
Para Silvana, é necessário investir no uso responsável e seguro da tecnologia nos processos pedagógicos, a fim de obter uma melhoria no aprendizado. “São inúmeros os benefícios que podem ser alcançados tendo em vista um alunado pronto a enfrentar desafios e a fortalecer as habilidades e competências”, ressalta. Professora de educação física, com pós-graduação em administração escolar e informática educativa, Silvana atua no magistério há 22 anos.
A escola Patronato Sagrada Família tem 782 alunos matriculados no oitavo e no nono anos do ensino fundamental e nos três anos do ensino médio.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

XII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015.

Acontece no período de  19 a 25 de Outubro de 2015 em todo território nacional, a XII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015.
A escolha do tema "Luz, ciência e vida" para próxima edição da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) se baseia em decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que proclamou 2015 como o Ano Internacional da Luz, com objetivo de celebrar a luz como matéria da ciência e do desenvolvimento tecnológico. A escolha foi anunciada pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina Diniz, na abertura da edição de 2014 em Brasília.
A definição para a 12a SNCT se deu em parceria da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis) do MCTI com as associações científicas lideradas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).
Segundo o diretor de Popularização e Difusão de Ciência do MCTI, Douglas Falcão, esse alinhamento com o tema eleito pelas Nações Unidas promoverá uma maior estruturação, organização e inserção das instituições brasileiras nas comemorações do ano comemorativo.
Para estimular as ações nessa área do conhecimento em todo o Brasil , a Secis, o Instituto TIM e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) estão organizando um edital de R$ 2,5 milhões. "Temos a certeza de que as instituições brasileiras irão explorar o tema "Luz, ciência e vida" de forma muito criativa e teremos uma das mais ricas edições da SNCT em 2015", ressalta Falcão, que é coordenador nacional do evento.
Ligação com a vida e a humanidade
O diretor lembra que a luz está ligada de forma visceral à vida na Terra e ao caminho da humanidade. Em termos tecnológicos, avalia, será para o século 21 o que a eletrônica foi para o anterior. O prêmio Nobel de física deste ano, ressalta, foi dividido entre três cientistas que desenvolveram o LED azul, fonte de luz mais eficiente, ecologicamente correta.
Douglas Falcão destaca que foi apenas com o advento da fibra óptica que a jovem internet passou a nos conectar transmitindo grandes quantidades de dados em alta velocidade. "Também é fácil entender a luz como fonte de energia que vem do Sol e que permite a vida na Terra em toda a sua variabilidade. O ciclo de claro e escuro e a sua duração influencia o clima, a agricultura e o comportamento humano", pontua.
Ele observa que também se pode pensar a luz como inspiradora e ferramenta para a arte ou ainda como porta para o tempo passado do universo, e que, se nas grandes cidades o excesso a iluminação polui o céu, ainda existem muitos lugares no mundo onde a escuridão da noite é quebrada apenas pelas luzes das lamparinas a querosene, que comprometem a saúde de quem elas iluminam. Para a inserção social das pessoas com deficiência visual, a tecnologia assistiva está criando muitas oportunidades de inclusão, acrescenta.
"Não é difícil imaginar muitas outras conexões entre a luz e a humanidade, seja na dimensão tecnológica, social ou ambiental. Por esse motivo, este tema pode desempenhar um papel estratégico na educação. Sua transversalidade não respeita fronteiras disciplinares, culturais, geográficas ou temporais", conclui.

  Maiores informações acesse
Fonte: MCTI


terça-feira, 11 de agosto de 2015

Olimpíada das profissões reúne em São Paulo equipes de 74 países e 1,2 mil competidores.

Entre os dias 12 e 15 de agosto, o Brasil vai receber a 43ª edição da maior competição de educação profissional do mundo, a WorldSkills Competition, que será realizada no complexo do Anhembi Parque, em São Paulo. Aberto à visitação de forma gratuita, o evento vai reunir mais de 1,2 mil competidores de 74 países. O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, participará da abertura oficial, no ginásio do Ibirapuera, na terça-feira, 11.
Conhecida como “olimpíada das profissões”, a WorldSkills é disputada por jovens com idades entre 16 e 22 anos que passaram por cursos de formação profissional. A competição consiste na realização de atividades práticas relacionadas ao ambiente de formação do estudante, obedecendo a padrões internacionais de qualidade. Estarão em disputa 50 ocupações profissionais técnicas das áreas da indústria e do setor serviços, como robótica, tornearia, desenho mecânico, soldagem, construção de moldes, eletricidade industrial, web design e confeitaria.
O Ministério da Educação terá um estande, aberto à visitação pública, para a exposição de projetos de pesquisa aplicada e de desenvolvimento tecnológico dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Estarão expostos cinco projetos, originários das atividades de pesquisa de professores e alunos dos institutos federais do Ceará, Espírito Santo, São Paulo, Santa Catarina e Sul de Minas.
Nesta edição do evento, o Brasil será representado por 56 estudantes de cursos dos serviços nacionais de aprendizagem industrial (Senai) e de aprendizagem comercial (Senac), com destaque para os alunos da Bolsa-Formação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Eles concorrerão a medalhas nas ocupações de manufatura integrada, soldagem, tecnologia da moda, sistema drywall e gesso, mecatrônica, instalação hidráulica e a gás e construção de estruturas para concreto.
Além da competição, a WorldSkills terá programações paralelas. Entre elas, conferências com representantes governamentais de países como Coréia do Sul, Canadá, Finlândia, Reino Unido e Alemanha. Contarão com a participação do MEC atividades como a Sessão Brasil–África de Intercâmbio sobre o Desenvolvimento de Competências, no dia 13.
Para o secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Marcelo Feres, a WorldSkills é uma agenda que deve ser observada com atenção por estudantes, professores e gestores da educação profissional brasileira. “É a primeira vez que o Brasil abriga um evento da envergadura da WorldSkills”. Salientou. “Assim, é fundamental que os atores que fazem a educação profissional no Brasil possam participar de forma ativa da programação.”
Mais informações sobre o evento na página da WorldSkills – São Paulo, 2015 na internet

terça-feira, 9 de junho de 2015

A importância da vacina contra o HPV para a saúde feminina.


vírus HPV é uma das principais causas do câncer do colo do útero. É algo tão preocupante que trata-se do terceiro câncer que mais afeta mulheres no Brasil, atrás apenas do câncer de mama e de intestino.
A vacina pode ser recebida em qualquer época da vida, mas é muito mais eficaz quando tomada antes do início da vida sexual. E foi pensando na prevenção que o Ministério da Saúde passou a oferecer a vacina do HPV gratuita no SUS para meninas com idade entre 9 a 11 anos.